domingo, 29 de outubro de 2017

Série: Mindhunter

Olá amores!

Vocês já conhecem Mindhunter? É a nova série da Netflix baseada no livro homônimo escrito por John Douglas e Mark Olshaker publicado pela Editora Intrínseca. Com a primeira temporada (10 episódios) já disponíveis, Mindhunter é a nova sensação do momento e eu não podia deixar de trazer minha opinião para vocês.


Baseada em fatos reais, a história é sobre como o agente do FBI, Holden Ford, tornou-se um estudioso das mentes de psicopatas americanos. Sendo inicialmente um agente especialista em negociar com criminosos, ele começou a analisar e entrevistar vários assassinos em série e traçou perfis psicológicos. 


O estudo de Holden foi muito significativo para a psicologia atual. Há muitos questionamentos, como por exemplo, os psicopatas nascem assim ou se tornam diante das circunstâncias sociais? Qual o limite de um agente do FBI para condenar um suspeito? Até que ponto é saudável para a mente humana se envolver nesse tema? Holden é tão imerso nesse mundo de sociopatia que no decorrer da temporada começamos a ver uma alteração comportamental interessantíssima, já que não há limites nos casos estudados.

Acho válido informar a vocês que não é uma série para resolução de crimes. A maioria já está resolvida e o culpado na cadeia. O foco mesmo é a entrevista com esses condenados, Holden e o seu parceiro Bill desmistificam casos famosos como o homem que caçava prostitutas no Alaska, o assassino de crianças de Atlanta e o matador de Green River.


O ritmo da série é lento e simples, a série se destaca pelo excelente enredo e interpretações. Os diálogos e reflexões apresentadas são impactantes e surpreendentes. O fato de vermos como realmente um psicopata age e pensa, como para ele tudo faz sentido, é (no mínimo) inquietante. Você fica vidrado na cena, quer entender as metáforas e explicações que os assassinos dão. Muuuuito interessante!

Já o elenco, é um caso a parte. Jonathan Groff foi um Holden excelente. De início todo tímido e introspectivo, depois um rapaz ardiloso e ousado. Claro que na cena final lhe faltou um pouco de coragem, mas quem não ficaria daquela maneira? Porém, meu ator preferido dessa temporada foi Cameron Britton, o primeiro assassino entrevistado, o Edmund Kemper. Pessoal, que impecável! Sua expressão neutra enquanto falava atrocidades... Sua frieza na hora de expor detalhes do crime... Nossa!


É uma série para quem tem estômago. Não por ser explícita, mas por ser forte. O tema é minuciosamente explicado e detalhado. A paciência é a palavra chave para quem a assiste. O episódio piloto é um pouco entediante, mas depois o ritmo se torna envolvente e é impossível parar de ver.

A segunda temporada já foi confirmada e existe a grande possibilidade de um dos entrevistados ser Charles Mason, um dos assassinos mais famosos dos EUA. Eu já estou ansiosíssima e pensando seriamente em ler o livro, esse é um assunto que me interessa por eu gostar muito de psicologia e analisar a mente humana, mas adianto que não teria a capacidade de ser uma agente do FBI que desvenda e estuda esses casos.


Espero que vocês tenham gostado da dica de hoje. A temática é bem diferente do que estou acostumada a trazer para vocês, mas acho válido sempre inovarmos. Ainda mais quando é uma série da Netflix tão boa assim, a produção é ótima e realmente vale a pena. Sendo assim, quero saber a opinião de vocês. O que acham? Já assistiram?

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Uma das melhores séries do ano!

- Alessandra Salvia

23 comentários:

  1. Olá! Tudo bem?
    Essas séries produzidas pelo netflix tem me surpreendido bastante, e Mindhunter com certeza já está na minha lista pra assistir em breve.
    Obrigada pelo comentário lá no blog.
    Volte sempre!

    Bjo,
    Misto Quente! ~

    ResponderExcluir
  2. Oie Ale =)

    Estou lendo bastante resenhas positivas dessa série, mas são tantas séries que ficam dificil assistir todas as que me indicam rs... Atualmente estou assistindo Emergências Médicas e a terceira temporada de Outlander *-*

    Beijos e uma ótima semana;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  3. Quero mto ver esta série, adoro esta temática, sou uma telespectadora assídua do Canal ID (Investigação Discovery).
    Espero encontrar um tempinho pra ver nos próximos dias.
    Ótima resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu assisti só o primeiro episódio e, assim como você disse, achei tão entediante que acabei desanimando de assistir os episódios restantes. Mas depois da sua resenha repleta de elogios, e de tantos comentários positivos que ando vendo sobre a série, vou acabar dando uma segunda chance. Ótima resenha!


    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Ale,
    Começamos a assistir ontem essa série porque achei bem interessante a temática e realmente inquietante, porque pensar que essas pessoas realmente existiram e fizeram o que contam é meio perturbador. Eu gostei bastante e com certeza quero assistir os outros episódios, vi um vídeo que lançaram no youtube sobre realidade e ficção sobre o Ed, nossa meio punk chegou a ver? Gostei da dica.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ale!
    Eu estou querendo assistir essa série, parece ser bem realista e de muita qualidade!
    Gostei de saber sua opinião, me deixa animada <3
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Gostei da dica Alê. Tenho visto excelentes comentários a respeito de Midhunter e confesso que estou bem tentada a assistir a série. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ale. Já vi o nome dessa série mas não sabia bem do que era, agora tenho certeza que irei ver. Eu adoro esse negócio de entender melhor psicopatas, acho super interessante sabe? Tenho certeza que irei adorar. Amei a dica!
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderExcluir
  9. Oiii Ale

    O livro não me chama a atenção, mas a série acho bem interessante, por ser mais dinamica, além de poder conferir essas ótimas interpretaçoes. Faz tempinha já que quero assistir, vamos ver quando surge a oportunidade....

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi
    que bom que gostou da série, estou lendo muitos comentários delas e fiquei curiosa, mas por enquanto ando sem tempo e cheia de séries, mas parece ser interessante. Espero que leia o livro e traga a resenha.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Ale!
    Eu estou curiosissima para assistir essa série.
    Imagino mesmo que não deve ser para todo mundo porque se eles exploram o tema como ele merece ser explorado, é impossível que não se torne uma série pesada. Como você disse, não se trata de violência explicita, mas ainda assim exige estômago. Bom saber que a produção entrega o que promete.
    Beijos,
    Alem da Contracapa

    ResponderExcluir
  12. Oi Ale, tudo bem?
    Eu adorei a série e também fiquei com vontade de ler o livro.
    Esse tema é fascinante!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  13. Oi Ale, tudo bom?
    A Bibs já viu e amou a série. Eu não tô muito na vibe de serial killer/investigação criminal, então vou guardar pra ver em outro momento. Se assistir no hype errado capaz de abandonar a série.
    Fiquei bem curiosa pra ler o livro, tho. Vou ver se ele entra na black friday!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Ale!
    Eu assisti o primeiro episódio. Dei uma parada pois queria maratonar Stranger Things 2... rsrs... mas pretendo voltar. Achei o ritmo lento mas a série é bem interessante no aspecto psicológico dos criminosos.
    bjs

    Amor por Livros

    ResponderExcluir
  15. Oi, Alê

    Eu quero muito assistir, pois é o estilo que eu curto. Mas eu não tenho Netflix, então só assisto alguma coisa na plataforma quando estou na minha irmã.
    Eu olho pro Jonathan e só consigo imaginá-lo cantando Bohemian Rhapsody! Hahaha


    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  16. Olá, Ale.
    Eu assisti metade do primeiro episódio e achei tão parado que acabei desistindo. Dai estreou Stranger Thinks e troquei de série. Mas acho que vou assistir depois. É um enredo que me atrai.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  17. Amei o seu post! Essa não é uma série que eu assistiria porque eu não curto essa temática. Mas a minha amiga estava procurando uma série nova para assistir e tenho certeza, que ela vai amar essa. Valeu pela dica!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/10/resenha-do-documentario-simply.html

    ResponderExcluir
  18. Oi, Ale!
    Eu estou assistindo essa série aos poucos porque não quero sofrer esperando por mais uma temporada.
    Nossa, eu fiquei muito chocada quando vi que o Ed Kemper da série é muito parecido até nos trejeitos do Ed Kemper real oficial. Realmente o elenco está de parabéns.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  19. Oi Alê,

    As séries da Netflix sempre são muito boas.
    Ouvi falar dessa, mas ainda não sei se assistiria.
    Mas adorei mais sobre ela.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Ainda não conhecia, e acho que não assistiria não rs Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oi Ale! Ainda não assisti nenhum episódio, no momento estou em Stranger Things, mas quero conferir e ver o que está deixando todo mundo tão impressionado. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  22. Ainda não vi o piloto mas está na minha wishlist, apesar de que 1h por episódio é cansativo.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  23. Oi Alê, tudo bem? Ainda estou assistindo, achei os primeiros episódios lentos mesmo, mas ser lento nem sempre é ruim, né? O tema envolve e ainda estou em choque como o ator Cameron Britton se parece com o original \o/

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir